Quais direitos o trabalhador perde ao se demitir?

O pedido de demissão é um direito de todo trabalhador, seja ele funcionário público ou privado. Mesmo com carteira assinada o empregado pode desistir da função, mas com algumas regras. E quando o pedido é do empregado ele perde alguns direitos. Saiba mais!

Como se deve pedir demissão

Pedir demissão significa que o empregado quebra o vínculo com a empresa e não ter mais direito a Calendário PIS 2018. Ele pode fazer isso quando quiser, mas necessita ser algo formal. Deve comunicar a empresa com ao menos 30 dias de antecipação, ao que é chamado de aviso prévio. Não comunicar pode tornar a demissão por justa causa e todos os direitos trabalhistas são perdidos.

O pedido de demissão também não significa deixar de ir trabalhar. Não frequentar a empresa porque não quer mais trabalhar nela é abandono de função. E abandonar também se perde os direitos trabalhistas de rescisão de contrato e outros bens. O emprego sai sem nada. 

O pedido de demissão deve ser feito ao superior responsável pela contratação. Pode ser um funcionário do departamento de Recursos Humanos, o supervisor do departamento ou mais alguém responsável. Deve ser feito em reunião formal e explicando os motivos de forma clara se tiver relação com a empresa. No geral não é preciso dar muitas informações porque é um direito do trabalhador não querer mais ir na empresa.

Os direitos que se perde ao pedir demissão

Pedir demissão quer dizer que o empregado desistiu de trabalhar com a empresa. A quebra de contrato foi da parte dele e por isso ele deve arcar com as consequências. Um dos pontos mais importantes é não ter direito a seguro desemprego. O seguro é dado por amparo por até seis meses apenas de quem foi demitido.

O empregado ao pedir demissão também perde direito:

  • Saque do FGTS – Fundo Garantidor por Tempo de Serviço;
  • Seguro desemprego.

O que ele ainda tem direito:

  • Ao 13º salário por período proporcional;
  • Folgas remuneradas de banco de horas;
  • Recebimento de férias proporcionais de acordo com o período que deixa a empresa.

Pedir demissão ‘suja a carteira’?

Muitas pessoas já ouviram que sair de empresa pode ‘sujar a carteira’. O termo é costumeiramente usado quando a saída do emprego deixa a assinatura de um curto período de tempo como experiência no currículo. Em alguns casos pode ser ruim.

Para a imagem do empregado pedir demissão não é ruim. Significa que ele não se adaptou à empresa ou a contratante não era de todo adequada. Também pode ser visto como ter conseguido uma proposta melhor. Se é você quem está quebrando o vínculo então tem suas vantagens de julgamento em uma futura entrevista para vaga de emprego.

O que normalmente não é bem visto é um curto período de tempo em uma contratação por diversas vezes seguidas. Um emprego que não consegue se firmar em um cargo (mesmo sempre se demitido) é visto no mercado como instável. Costumeiramente não é muito relevado no momento de ocupação de uma vaga.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *