Veja como incluir os filhos no Cadastro Único!

Atualmente existe uma série de programas sociais destinados a famílias brasileiras de baixa renda. Esses programas são ofertados pelo Governo Federal, e para receber esses benefícios é preciso fazer parte do Cadastro Único. Hoje veremos como incluir filhos nesse Cadastro Único, acompanhe para saber mais.

Se você possui o Cadastro Único e não sabe como, ou se é necessário incluir os seus filhos neste cadastro para receber o aumento do Bolsa Família continue acompanhando o post a seguir.

O que é Cadastro Único?

O Cadastro Único é uma ferramenta que realiza a coleta de informações de cidadães brasileiros com o objetivo de identificar famílias que se encontram em situação de baixa renda.

O objetivo desse cadastro é realizar a inclusão das famílias de baixa renda em programas de assistência social e de redistribuição de renda.

O cadastramento no CadUnico é realizado pelos municípios brasileiros e processados através do Agente Operador do Cadastro Único (Caixa Econômica Federal) que é o responsável por gerar para cada pessoa cadastrada no CadUnico um número de NIS que também é usado para consultar bolsa família.

A seguir veremos mais detalhes sobre como incluir um filho em seu Cadastro Único e quais os documentos necessários para realizar essa inclusão!

As principais informações solicitados ao cidadão no momento do seu cadastro são:

  • Características de sua residencia (número de cômodos, tipo da construção, tratamento de esgoto, água e lixo);
  • Número de membros da família;
  • Existência de gestantes, idosos, mães amamentando ou deficientes físicos;
  • Documento de identificação dos membros da família;
  • Qualificação profissional e situação no mercado de trabalho de cada membro da família;
  • Rendimentos da família;
  • Despesas (aluguel, alimentação, transporte, saúde).

Incluir filhos no Cadastro Único

O registro de todos os membros de sua família deve ser realizado no Cadastro Único no momento em que o representante familiar estiver realizando o cadastro, porém se você deseja realizar a inclusão de filhos é necessário possuir os seguintes documentos:

  • RG;
  • CPF;
  • Título de Eleitor;
  • Carteira de Trabalho;
  • Certidão de Nascimento.

Com esses documentos em mãos basta ir ao setor do Bolsa Família em sua cidade para realizar a inclusão de seus filhos no Cadastro Único.

Benefícios do Cadastro Único

Se você ainda não conhece os benefícios disponibilizados para aqueles que possuem o Cadastro Único confira a lista a seguir com alguns dos principais:

  • Bolsa Família;
  • Programa Minha Casa, Minha Vida;
  • Carteira do Idoso;
  • Aposentadoria para pessoa de baixa renda;
  • Carta Social;
  • Pro Jovem Adolescente;
  • Passe Livre para deficientes;
  • Isenção de Taxas de Concursos Públicos;
  • Kit Gratuito com Antena e Conversor Digital.

Agora que você já sabe mais sobre como realizar a inclusão de filhos em seu Cadastro Único lembre-se de mante-lo sempre atualizado para garantir o direito aos seus benefícios assistências do Governo Federal.

Entenda como funciona as notas de corte no SISU e Prouni

O Exame Nacional do Ensino Médio padronizou o ingresso dos estudantes nas vagas do ensino superior. A distribuição de vagas é dividida entre instituições públicas e privadas e para concorrer as vagas, é necessário se inscrever nas plataformas e superar a nota de corte do curso escolhido. Você sabe como funcionam as notas de corte do Sisu e do Prouni? Confira o texto a seguir fique por dentro de tudo.

O Prouni

O Prouni corresponde ao Programa Universidade Para Todos e foi criado para que jovens de renda baixa e média pudessem ingressar no nível superior de ensino.

As bolsas distribuídas através do Prouni são divididas entre parciais e integrais. O que irá definir a conquista destas vagas é a pontuação do candidato e o preenchimento dos requisitos para as bolsas.

Para concorrer na modalidade de bolsa parcial, é preciso possuir renda mensal familiar de até três salários mínimos vigentes por pessoa. Enquanto isso, para a bolsa integral, é preciso possuir renda mensal de até um salário mínimo e meio por pessoa.

Se você está de acordo com os requisitos do programa, pode realizar o Prouni inscrição e concorrer a uma bolsa de estudos nas mehores faculdades do país.

Nota de corte do Prouni

Como mencionado, para começar o seu curso através do Prouni é preciso que a sua pontuação no ENEM supere a nota de corte do curso escolhido através do programa. A nota de corte é gerada através da quantidade de vagas ofertadas para o curso e a pontuação dos candidatos que se inscrever para ela.

A pontuação do Prouni irá variar de acordo com o curso, a instituição e a modalidade da bolsa de estudos escolhida. Depois do primeiro resultado, é lançado o Prouni vagas remanescentesque buscam preencher as vagas que sobraram para os cursos.

O Sisu

O Sistema de Seleção Unificada (SISU) será diretamente voltado para a distribuição de bolsas na rede pública de ensino. O Sisu tem o funcionamento muito parecido com o Prouni, mas vale lembrar que eles ocorrem em plataformas e datas diferentes.

Para concorrer as vagas, o candidato deve acessar o site oficial no período de inscrição e escolher duas opções de curso para aplicar a sua nota do Enem.

Nota de corte do Sisu

A nota de corte do Sisu é gerada a partir da quantidade de alunos e vagas disponíveis. Vale lembrar que você pode concorrer as vagas do segundo semestre do Sisu com a mesma nota.

Para garantir a sua sua vaga, é preciso que a sua pontuação seja superior a nota de corte da sua opção de curso no último dia de inscrição da plataforma.

Veja o que acontece se você calculou o Imposto de Renda errado!

O imposto de renda é um tributo pago todo início de anos por pessoas físicas ou jurídicas, onde as mesmas são obrigadas a pagarem uma certa porcentagem de sua renda ao governo, informando e prestando informações referentes ao seu ganho naquele ano. Sendo assim, em casos de cálculos errados deste tributo, o contribuinte poderá sofrer algumas consequências. Neste post informamos todas elas. Continue conosco para conferir!

Quem deve declarar?

Antes de tudo, é de suma importância que você trabalhador brasileiro esteja ciente os casos que se enquadram no quesito de obrigatoriedade do pagamento do Imposto de Renda. 

Confira a seguir todos os casos em que é necessário declarar este tributo:

  • Teve rendimentos tributáveis acima de R$ 28.559,70;
  • Teve rendimentos não tributáveis, ou tributáveis exclusivamente na fone acima de R$ 40.000,00;
  • Realizou operações na bolsa de valores ou de mercados futuros;
  • Teve ganho de capital sobre a alienação de bens e direitos;
  • Teve renda anual rural bruta superior a R$ 142.798,50;
  • Queira compensar prejuízos e perdas da atividade rural de anos anteriores;
  • teve posse, no dia 31 de dezembro de 2018 de bens cujo valor ultrapasse a fixa de R$ 300.000,00;
  • Passou a condição de residente no Brasil e aqui se encontrava n dia 31 de dezembro de 2018.

O que pode acontecer em casos de erro no cálculo do IR?

É de suma importância que os contribuintes saibam como calcular o Imposto de Renda antes da declaração. Uma vez que, em casos de informações erradas podem gerar algumas consequências que poderão custar caro para o seu bolso

A seguir, saiba quais são essas consequências:

  • Pagamento de mais imposto do que é devido;
  • CPF/CNPJ cai na “malha fina” e fica sob constante fiscalização;
  • Poderá ocasionar pagamento de multas elevadas (valores podem variar entre 75% e 225% sobre o imposto) e juros conforme a Selic;
  • Meses de preocupação aguardando a resposta da Receita Federal;
  • O contribuinte poderá chegar a ser preso. 

Como calcular ?

Agora que você está ciente do que pode acontecer com aqueles contribuintes que calcularem o Imposto de Renda de forma errada, chegou o momento de saber como funciona este cálculo. 

O mesmo é feito levando em consideração o salário bruto sendo multiplicado pela alíquota do INSS menos o valor de dedução por dependente multiplicado pela alíquota do IR menos a parcela a deduzir do IR.

Para entender melhor, veja a explicação a seguir:

Salário bruto – Dependentes – INSS multiplicado pela Alíquota – Dedução = Imposto de renda retido na fonte.

A seguir, confira a tabela atual do IRRF:

Base de Cálculo Alíquota Parcela a Deduzir do IR
Até R$ 1.903,98
De R$ 1.903,99 até R$ 2.826,65 7,5% R$ 142,80
De R$ 2.826,66 até R$ 3.751,05 15% R$ 354,80
De R$ 3.751,06 até R$ 4.664,68 22,5% R$ 636,13
Acima de R$ 4.664,68 27,5% R$ 869,36

Uma forma de ficar por dentro de mais informações sobre este tributo, é realizando a consulta lote Imposto de Renda.

Herdeiros podem sacar o PIS/Pasep de pessoas falecidas?

O PIS/PASEP é um recurso que apresenta muitos benefícios para o trabalhador brasileiro. Este direito proporciona o pagamento do abono salarial, mas em caso da morte do contribuinte, os herdeiros podem sacar o PIS/PASEP por eles? Para esclarecer esta e outras dúvidas, confira o texto a seguir:

O que é o PIS/PASEP?

O PIS/PASEP representa um valor abatido diretamente do sue salário bruto, que proporciona o pagamento de diversos benefícios, tais como o FGTS e o abono salarial.

O saque do abono salarial é muito importante para o trabalhador brasileiro. Quando o contribuinte se enquadra dentro dos requisitos do abono, o saque fica disponível para ele.

O PIS é a sigla para o Programa de Interação Social e ele é destinado aos funcionários que prestam serviços para empresas privadas. O pagamento do mesmo é realizado em lotes, então não deixe de conferir as informações do PIS 2019.

Enquanto isso, o PASEP é diretamente destinado aos funcionários públicos. Os recursos atendem a diferentes classes de trabalhadores, por isso podem ter algumas informações e datas distintas.

Caso tenha maiores duvidas, entre em contato com o órgão responsável pelo PASEP na sua cidade ou realize a consulta saldo PIS 2019 seguindo o processo devido.

Quem tem direito a sacar o PIS?

O abono salarial é direito do trabalhador, mas não é sempre que ele pode realizar o que deste valor. Pode ter direito ao saque, quem se encaixar no regulamento abaixo:

  • Estar com os dados regulares com o RAIS. Vale lembrar que este ponto é responsabilidade do seu empregador e se você detectar algum problema, deve tratar diretamente com ele;
  • Receber no máximo dois salário mínimos;
  • Ter cadastro no PIS há pelo menos cinco anos;
  • Ter exercido 30 dias, consecutivos ou não, de trabalho mediante a carteira assinada e remuneração base.

Herdeiros podem sacar o valor?

Mas e no caso das pessoas que estavam de acordo com os requisitos do saque e não vieram a utilizar o abono por motivo de falência? Neste caso, a família pode sim sacar o PIS/PASEP no lugar do contribuinte.

Diferente das outras situações, não é necessário aguardar a liberação do abono vinda do Governo Federal, família pode realizar o saque a qualquer hora, porém será preciso a comprovação do parentesco através de diversos documentos.

Para requirir o valor, se dirija a uma unidade responsável pelo pagamento do recurso. Para o PIS, o banco é a Caixa Econômica Federal, enquanto para o PASEP, a instituição é o Banco do Brasil.

Como posso me aposentar como autônomo?

O negócio independente cresce cada vez mais no mercado. Seja pelo poder do investimento ou pela falta de oportunidades no mercado de trabalho, existe muita gente trabalhando como autônomo. O lado negativo deste tipo de serviço, é a falta de benefícios como a aposentadoria, por exemplo.

Mas, vale lembrar que é possível se aposentar das suas funções mesmo trabalhando de forma independente. Você sabe como? Confira a seguir como funciona este processo e o que você precisa fazer.

Apesar de estar livre de taxas de imposto e descontos semelhantes, o trabalhador independente também acaba fincando “descoberto” pelas leis trabalhistas.

Mas é possível reverter esta situação e alcançar a tão esperada aposentadoria mesmo sem trabalhar com a carteira de trabalho assinada, através do INSS pra autônomos.

O que é o INSS autônomo?

O INSS autônomo é um boleto a ser pago mensalmente para quem trabalha por conta própria e ainda quer conseguir se aposentar. As regras base são as mesmas do INSS comum, com tempo de prestação de serviço mínimo e taxas de contribuição.

O valor a ser pago mensalmente pelo contribuinte é equivalente a uma porcentagem do salário mínimo vigente, por isso, é importante estar atento ao valor para o ano seguinte.

Confira também a tabela do INSS para ficar ciente dos valores:

Como pagar o INSS autônomo?

Para começar a contribuir com o INSS autônomo será necessário seguir corretamente o processo. O primeiro passo é se dirigir ao órgão responsável e realizar a sua inscrição no Programa de Integração Social (PIS) e escolher o seu tipo de contribuição.

Quando selecionar o opção de contribuinte individua, você irá preencher um documento denominado Guia da Previdência Social (GPS), que permitirá os pagamentos mensais do valor requirido.

A partir dai, será mais fácil realizar as contribuições do INSS, pois você já selecionou o tipo de contribuição e calculou a porcentagem do salário mínimo a ser paga.

Depois, é só continuar contribuindo com o INSS mensalmente e garantir um futuro mais confortável através do benefício da aposentadoria.

Quem tem direito ao recurso?

Para se tornar um contribuinte individual é preciso comprovar que trabalha por conta própria ou que presta serviços a uma pessoa física. Vale lembrar que ada tipo de contribuição tem um valor diferente, mudando também o pagamento da aposentadoria.

Este recurso permite que mais brasileiros tenham direito a ter uma vida mais confortável no futuro. Verifique a documentação necessária e faça o requerimento do INSS autônomo.

10 MELHORES SITES PARA ENCONTRAR UMA VAGA DE ESTÁGIOS

Para quem está realizando um curso e precisa de experiência profissional, o estágio é uma ótima opção. Periodicamente, são ofertadas vagas em diversas áreas de atuação. Um estágio em um bom lugar pode garantir aos estudantes um emprego excelente no futuro. Por isso, não perca tempo, se você está matriculado em curso, comece a procura pelo estágio hoje.

Para ajudar os que estão nesta busca, trouxemos aqui os 10 melhores sites para encontrar uma vaga de estágio. Confira a seguir.

Para quem está buscando a primeira experiencia profissional, outra dica é participar do programa Menor Aprendiz, que permite que estudantes de todo Brasil trabalhem em grandes corporações como a Caixa Econômica Federal. Confira o menor aprendiz 2019 para ficar por dentro da oferta de vagas.

O estágio é uma ótima opção para quem não quer esperar o final do curso para ingressar no mercado de trabalho e adquirir experiência profissional. A atuação como estagiário pode colocar o seu currículo em destaque e uma seleção de emprego, por isso é importante ficar de olho nas oportunidades.

A seguir, você pode conferir os melhores sites de busca e achar a vaga certa para você.

1. Nube

O Nube é um site muito utilizado pelos jovens. Além de poder cadastrar o seu currículo e receber alerta de vagas, você também recebe dicas de como se portar e garantir um bom resultado em uma entrevista de emprego, o que pode ser um diferencial para quem não tem experiência.

2. CIEE

O site so CIEE é muito popular, principalmente porque é uma iniciativa governamental e está presente em unidades físicas por todo país. Procure pela unidade CIEE mais próxima a você e faça uma visita, eles te apresentaram as oportunidades do Jovem Aprendiz CIEE 2019.

3. Estagiários.com

O Estagiários.com tem uma grande oferta de vagas e é destinado exclusivamente aos estágios. Cadastrando o seu currículo, você tem grandes chances de encontrar a sua oportunidade ideal.

4. WallJob

Para quem está fazendo pesquisa de emprego, o WallJob é uma boa escolha, pois você pode visualiza facilmente todas as vagas. Mas para aplicar o seu currículo para uma entrevista, é preciso se cadastrar.

5. Saee

O Saee permite uma boa visualização do seu currículo por parte dos empregadores que estão buscando um estagiário. É necessário fazer o cadastro online.

6. Vagas.com

Sendo uma inciativa que vem permitindo o contato entre a empresa e o candidato há anos., o Vagas.com tem uma grande quantidade de oferta de estágios por estar no mercado há um tempo.

7. Across

O Across também é um site que funciona há alguns anos e já empregou muitos estagiários em diversas áreas diferentes. Basta cadastrar o seu perfil.

8. Viva Talentos

Esta plataforma é bastante popular e tem um grande mural de oportunidades para estagiários de todas as áreas.

9. Universia

O site Universia é conhecido por suas ofertas de emprego e estágio em grandes corporações, como o Santander por exemplo. Cadastre o seu currículo e confira!

10. Page talent

Esta plataforma digital está disponível em vários países e conta com um leque e vagas e programas muito viável.

O que checar antes de comprar uma moto usada?

O mercado automobilístico está em constante crescimento, mesmo com a crise que se instalou no Brasil, e quem enfrenta o trânsito todos os dias percebe que o mercado de motos está cada vez mais aquecido.

Um dos motivos para esse fato é a facilidade de locomoção que a motocicleta permite. Outro ponto fundamental é que a moto consome bem menos combustível, se comparada com o carro. A venda de motocicletas usadas vem movimentando milhões de reais no mercado, mas é preciso ter alguns cuidados na hora da compra.

Muitas pessoas não possuem o conhecimento adequado sobre as motocicletas e, na hora da compra, acabam tendo algum prejuízo. Ao adquirir uma moto usada é preciso ter cuidado e atenção redobrada, por isso, selecionamos algumas dicas para você fazer uma boa compra e evitar problemas. Confira:

Documentação

Um dos principais pontos na hora de realizar a compra de um veículo, seja ele carro ou moto, é verificar a sua documentação. É nela que consta, por exemplo, se o IPVA está em dia e, por isso, é importante solicitar toda a documentação necessária. Você também deve ficar atento aos valores e a data do IPVA 2019 para não ser multado.

Com o número do Renavam é possível confirmar todos os dados do proprietário além de saber de outros detalhes, como por exemplo, se a moto está alienada ou se tem multas registradas. Você pode fazer essa pesquisa de forma gratuita no site do Detran do Estado onde a moto está registrada.

Mecânica

Ainda que você não entenda de mecânica, é possível saber se o motor está em bom estado ou não. Uma dica importante é dar partida com temperatura fria do motor, pois dessa forma você pode perceber se a moto vai pegar facilmente e se vai apresentar algum ruído (que pode indicar folga excessiva em alguma peça importante, como bielas, pistões e válvulas).

Você também pode verificar se há fumaça saindo do escapamento, que até pode ser normal, no entanto também pode indicar queima de óleo, que significa que o motor não está em bom estado. Também confira os itens básicos, como o óleo e a quilometragem.

Comandos

É importante também verificar os comandos da moto, ou seja, conferir se o acelerador e embreagem, por exemplo, não estão duros demais na hora de serem acionados. Se a embreagem estiver dura, é um sinal que a vida útil da peça está no fim, já o acelerador duro pode indicar problemas mais sérios, como algum cabo danificado ou que a moto foi montada e desmontada de forma errada.

Outra peça imprescindível para ser verificada é o câmbio: os engates devem ser fáceis e precisos e não podem saltar (escapar), pois isso são indícios de câmbio desgastado. E os freios, item fundamental para a segurança também devem funcionar perfeitamente.

Qual a diferença entre Seletivas Regionais e Inscrições Nacionais no BBB?

O Big Brother Brasil, reality show de maior sucesso da televisão brasileira, mudou a forma de selecionar seus participantes. Antes era apenas enviando uma ficha online de cadastramento nacional. Hoje é possível participar de seletivas regionais e inscrições nacionais. Entenda a diferença a seguir. 

Como funcionam as seletivas regionais do BBB?

Os interessados nas Inscrições BBB 2019 vão encontrar duas formas de serem possivelmente selecionados: seletivas regionais ou nacionais. 

As seletivas regionais são novidade no Brasil mas nem tão novas assim. O método é usado há duas temporadas e em outros reality shows como o Fama e The Voice. A inscrição é realizada ainda virtualmente através do site oficial do BBB. O material recolhido é uma foto de corpo inteiro, uma foto de rosto e um vídeo narrando o porquê de você merecer ser selecionado para o Big Brother Brasil. 

Na seletiva regional você preciso precisa passar pelos concorrentes do seu Estado e depois concorrer na região. São analisados os cadastros apenas de pessoas da sua área. 

Os pré selecionados são convocados para se apresentarem diante a produção e contarem seus motivos para querer entrar no programa. São avaliados em entrevista e mais um filtro é realizado para escolher quais devem ir em frente e serem os escolhidos da região. Depois vão disputar com os selecionados de outras regiões quais ficam e quais vão embora para formar o elenco de 14 pessoas.

Como funcionam as inscrições nacionais do BBB?

As inscrições nacionais para o BBB devem ser realizadas pelo site do programa. Nesta parte não muda nada mas não há pré seleção por meio de entrevista. 

Os interessados em se confinar na casa por algumas semanas enviam uma foto de corpo inteiro, uma só de rosto e um vídeo contando o motivo de quererem fazer parte do BBB. O cadastro com números de contato é igual ao das seleções regionais. 

Uma equipe da produção é responsável por analisar todos os cadastros de acordo com os pré requisitos. Muitos já são eliminados já nesta etapa de acordo com as informações cadastrais. 

O próximo passo é escolher dentre os formulários enviados quais se encaixam no perfil de um possível ganhador do BBB. Não é uma tarefa fácil, em especial porque muitos são realmente bons. Mais uma vez a equipe trabalha e nem sempre há supervisão do diretor Boninho, o mais famoso nome do programa. 

Qual a diferença da seletiva nacional para a inscrições nacionais?

As duas seleções permitem entrar no BBB e as duas solicitam o mesmo tipo de informação. O diferencial não é por quem será visto o cadastro e sim em qual tipo de seletiva há mais chances. 

Concorrer com o país inteiro pode parecer a pior maneira. Contudo, na seletiva nacional os cadastros estão analisados diretamente pela produção do programa e não há tantos filtros. Os entrevistas já são os que chamaram a atenção e podem ficar. 

Já na seletiva regional o processo afunila um pouco. Há entrevistas em ponto de encontro pré marcado e o candidato pode não ir adianta, ainda precisando disputar na nacional.

5 Dicas de beleza para chegar linda ao altar

O dia do casamento é o momento mais ‘divo’ que uma mulher pode ter. Da pontinha dos pés aos últimos fios de cabelo todo detalhe é importante e vale a pena buscar dicas antecipadas para chegar linda ao altar. Quer algumas? Confira a seguir!

Dicas de beleza para chegar linda ao altar

Já pensou em todos os detalhes do look casamento? O vestido com certeza é a estrela principal, mas todo o visual da noiva conta. Os tratamentos estéticos devem ser agendados e não se esqueça da maquiagem para fazer bonito. Algumas dicas são:

Faça uma boa limpeza de pele

Sempre faz bem. Tira um pouco das manchas com a renovação celular, o excesso de gordura e evita espinhas. Contudo, nunca no dia do casamento, ao menos um dia antes. Tratamentos como pelling deixam a pele irritada e um pouco inchada no primeiro dia. 

Escolha um modelo de unha discreto

Vestido branco pede algo um pouco mais clássico nas mãos. Pode optar por modelos de unhas decoradas 2018 mas pensando em algo um pouco mais clássico brincando com a sensualidade e o estilo princesa. Suas mãos não podem chamar mais atenção que o vestido, não é mesmo?

Maquiagem natural é mais elegante

Você pode amar brilho mas abandone um pouco para a boate. Um look discreto e elegante é o segredo para destacar a noiva e não seus olhos com tanto brilho. Um batom marcante é bacana mas cuidado para não exagerar. 

Faça uma limpeza dental

O sorriso também é parte importante das fotos. Procure um dentista duas semanas antes para uma limpeza e evitar dores no grande dia. 

Durma muito bem!

Quase impossível com o momento tão sonhado de subir ao altar chegando, mas dormir é essencial. Na noite anterior evite ingerir bebidas alcoólicas para a aparência da pele ficar melhor e não desidratada. Dormir entre 6 e 8 horas na véspera do casamento evita olheiras, visual cansado e deixa a noiva mais revigorante. 

Dicas para a noiva em seu casamento

Festa pronta, vestido esperando para ser usado e convidados com senha na mão. O que fazer? Agora é o momento de relaxar. A noiva deve sair um pouco da organização e nas 48 horas antes do casamento o foco é sua beleza e nada mais. 

O indicado é não comer nada que não conheça a procedência, evitando inclusive restaurantes. Um lanche leve, sempre com frutas e verduras pode evitar surpresas intestinais, asia e outros problemas para atrapalhar o grande dia. 

Evite também se envolver em cada etapa da organização do evento. Quando a data está próxima o foco da noiva dever ser ajustar o vestido caso necessário, observar se está tudo pronto na maleta de maquiagem, marcar a hora com a manicure e tudo o que é necessário para o seu dia de noiva. Não custa ligar para todo mundo do visual um dia antes e confirmar horário. 

No mais, é só curtir a festa porque o dia é seu e sorrir para as fotos!

 

Quais direitos o trabalhador perde ao se demitir?

O pedido de demissão é um direito de todo trabalhador, seja ele funcionário público ou privado. Mesmo com carteira assinada o empregado pode desistir da função, mas com algumas regras. E quando o pedido é do empregado ele perde alguns direitos. Saiba mais!

Como se deve pedir demissão

Pedir demissão significa que o empregado quebra o vínculo com a empresa e não ter mais direito a Calendário PIS 2018. Ele pode fazer isso quando quiser, mas necessita ser algo formal. Deve comunicar a empresa com ao menos 30 dias de antecipação, ao que é chamado de aviso prévio. Não comunicar pode tornar a demissão por justa causa e todos os direitos trabalhistas são perdidos.

O pedido de demissão também não significa deixar de ir trabalhar. Não frequentar a empresa porque não quer mais trabalhar nela é abandono de função. E abandonar também se perde os direitos trabalhistas de rescisão de contrato e outros bens. O emprego sai sem nada. 

O pedido de demissão deve ser feito ao superior responsável pela contratação. Pode ser um funcionário do departamento de Recursos Humanos, o supervisor do departamento ou mais alguém responsável. Deve ser feito em reunião formal e explicando os motivos de forma clara se tiver relação com a empresa. No geral não é preciso dar muitas informações porque é um direito do trabalhador não querer mais ir na empresa.

Os direitos que se perde ao pedir demissão

Pedir demissão quer dizer que o empregado desistiu de trabalhar com a empresa. A quebra de contrato foi da parte dele e por isso ele deve arcar com as consequências. Um dos pontos mais importantes é não ter direito a seguro desemprego. O seguro é dado por amparo por até seis meses apenas de quem foi demitido.

O empregado ao pedir demissão também perde direito:

  • Saque do FGTS – Fundo Garantidor por Tempo de Serviço;
  • Seguro desemprego.

O que ele ainda tem direito:

  • Ao 13º salário por período proporcional;
  • Folgas remuneradas de banco de horas;
  • Recebimento de férias proporcionais de acordo com o período que deixa a empresa.

Pedir demissão ‘suja a carteira’?

Muitas pessoas já ouviram que sair de empresa pode ‘sujar a carteira’. O termo é costumeiramente usado quando a saída do emprego deixa a assinatura de um curto período de tempo como experiência no currículo. Em alguns casos pode ser ruim.

Para a imagem do empregado pedir demissão não é ruim. Significa que ele não se adaptou à empresa ou a contratante não era de todo adequada. Também pode ser visto como ter conseguido uma proposta melhor. Se é você quem está quebrando o vínculo então tem suas vantagens de julgamento em uma futura entrevista para vaga de emprego.

O que normalmente não é bem visto é um curto período de tempo em uma contratação por diversas vezes seguidas. Um emprego que não consegue se firmar em um cargo (mesmo sempre se demitido) é visto no mercado como instável. Costumeiramente não é muito relevado no momento de ocupação de uma vaga.